AUTORIDADE MINISTERIAL


AUTORIDADE MINISTERIAL


A Autoridade Ministerial está firmada em três bases:


NO ANTIGO TESTAMENTO

1. A Primeira Base da Autoridade Ministerial no AT: O Chamado

1.1 - Iniciativa de Deus (Noé, Levitas, Família de Arão).

1.2 - Pode haver a escolha de Deus antes mesmo do nascimento - Jeremias 1.5

1.3 - Votos de família (Ex.: Nazireus).



2. A Segunda Base da Autoridade Ministerial no AT: A Unção

Unção: Distinção especial do Espírito Santo que envolve e capacita o homem que foi Chamado por Deus (Ex.: David, depois de ungido por Samuel) - I Samuelm 16.12-13.

2.1 - O ungido é distinto (diferente) dos demais.

Ex.: Deus eliminou do meio do povo todos os que não pensavam assim, na rebelião encabeçada por Corá, Datã e Abirão - Números 16

2.2 - É a unção que capacita o homem a desenvolver seu Ministério



3. A Terceira Base da Autoridade Ministerial no AT: O Zelo de Deus
Nota: Deus defende os seus ungidos.


3.1 - Não toqueis os meus ungidos (Salmo 105.15).

3.2 - Observe esta verdade na vida Moisés, David, Saul, os Profetas, etc.

3.3 - O Rei que estendeu o braço contra o ungido e este ressecou-se (I Reis 13.4).

3.4 - Arão e Miriã desafiam a autoridade de Moisés devido a um erro que ele cometeu, mas, Deus, castigou Miriã com lepra - Números 12.



NO NOVO TESTAMENTO

1. A Primeira Base da Autoridade Ministerial no NT: O Chamado

1.1 - Iniciativa de Deus (Jesus chama os Apóstolos).

1.2 - Pode haver a escolha de Deus antes mesmo do nascimento (Ex: Paulo) - Gálatas 1.15

1.3 - Votos de família (Ex.: João Batista e, provavelmente, Timóteo).



2. A Segunda Base da Autoridade Ministerial no NT: A Unção

2.1 - O ungido é distinto (diferente) dos demais em termos de funções.

Ex.: Hebreus 13.17 – “Obedecei aos vossos pastores”. O ungido não é superior aos demais, mas diferente em termos de funções e responsabilidades. Cabe a ele a condução do Rebanho de Deus (I Pedro 5.1-4).
Leia também I Coríntios 4.1-5.

2.2 - É a unção que capacita ao desenvolvimento do Ministério

Ex.: Jesus (Lucas 4.17-19)



3. A Terceira Base da Autoridade Ministerial no NT: O Zelo de Deus
Nota: Deus defende os seus ungidos.

3.1 - Ananias e Safira tentaram mentir para o Apóstolo Pedro, mas, o Espírito Santo, em defesa do apóstolo e da Igreja, revelou-lhe a verdade. Ananias e Safira combinaram mentir aos homens, mas não imaginavam que, na prática, estavam tentando mentir ao Espírito, e por isso morreram - Atos 5.1-10

3.1 - Elimas, o mágico, fica cego num confronto com Paulo - Atos 13.8-11

3.2 - Os cárceres se abriam, o mar não podia engoli-los, etc.



rrrrrrrr
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

TwitterDeliciousFacebookDiggStumbleuponFavoritesMore

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Premium Wordpress Themes